Vantagens da mediação para escritórios de advocacia e departamentos jurídicos - Turivius
loader-logo

Morgana Alencar

Avatar
Advogada, Membro da Comissão Especial de Direito Digital da OAB/SP e escritora 

Vantagens da mediação para escritórios de advocacia e departamentos jurídicos

Turivius: sua nova forma de fazer pesquisa jurisprudencial tributária

De acordo com o Conselho Nacional de Justiça, um processo judicial pode tramitar por mais de 7 anos, o que resulta em uma média de 30 milhões de novos casos por ano. 

Diante desse contexto de gargalo e morosidade vivenciado pelo Poder Judiciário, as vantagens da mediação passam a ser consideradas por escritórios de advocacia e departamentos jurídicos, que a compreendem como uma forma de contribuir e gerar valor para o negócio de seus clientes. 

Acompanhe o artigo e descubra as principais vantagens da mediação para escritórios de advocacia e departamentos jurídicos de uma empresa.  

Leia também:

Mediação, conciliação e arbitragem: entenda as principais diferenças

O que é mediação?

A mediação consiste em forma alternativa de resolução de conflitos. O seu intuito é valorizar a autonomia da vontade das partes, que buscam resolver o problema sem o envolvimento de um terceiro (juiz ou estado).

Na mediação, cabe à figura do mediador ser imparcial e auxiliar as partes a chegarem a um consenso que seja interessante para ambas. 

Ao encontrar seu respaldo na Lei de Mediação n. 13.140/2015, apresenta como princípios a imparcialidade do julgador, isonomia entre as partes, autonomia da vontade das partes, boa-fé, etc. 

A mediação pode ocorrer ainda nas esferas: extrajudicial, judicial e pública. 

Vantagens da mediação para escritórios de advocacia e departamentos jurídicos

Participação ativa dos envolvidos 

Ao deixar de entregar para terceiro a decisão que solucionará o problema, na mediação as partes envolvidas atuam ativamente, o que representa uma conquista de maior controle na resolução do conflito.

Desse modo, é possível descobrir caminhos menos previsíveis e mais inovadores.

Com a mediação é garantida a possibilidade ao cliente  de resolver rapidamente o seu problema, sem a necessidade de entregar a terceiro o poder decisório. 

Também em razão disso que mediações tendem a ser mais efetivas quando comparadas às decisões que foram tomadas por terceiro. 

Veja também para saber mais como ideias inovadoras estão sendo aplicadas ao mundo jurídico:

Como a cultura de startups pode ajudar no crescimento de escritórios de advocacia?

Redução de tempo e custos

Inegável que uma das principais vantagens da mediação é a celeridade, podendo ser realizada sem a necessidade de peticionamento, através Centros Judiciários de Soluções de Conflitos e Cidadania – CEJUSC ou mesmo de forma online. 

Em razão de garantir a celeridade, além de terem maior controle sobre como o conflito será resolvido, são vantagens da mediação a economia de tempo e redução de custos para as partes envolvidas.

Experiência do cliente

As vantagens da mediação no que se refere à experiência do cliente podem ser notadas em dois sentidos. Vejamos cada um deles.

Na mediação é incentivado o diálogo entre as partes e a busca conjunta por uma solução baseada na comunicação, sendo esse meio de resolução de conflito uma forma de evitar o desgaste emocional dos envolvidos. 

Ainda, ao colocar a mediação como mais um meio para solução de problemas, o advogado se mostra parceiro do negócio, alguém que se preocupa em explorar as melhores possibilidades e que não se limita à dependência dos gargalos do judiciário.

Se antes os anos de tramitação eram aceitos com menos resistência, hoje se tornou latente que há outras formas mais estratégicas de resolver um problema, evitando gastos excessivos com despesas processuais e desgastes emocionais. 

Veja também: 

Experiência do cliente na advocacia: saiba como se destacar!

Advogado como parceiro de negócio

Quem acompanha os avanços da Advocacia 4.0 sabe que um dos principais diferenciais para advogados que querem se manter no mercado vem sendo a nova postura assumida por esses profissionais que desejam ser vistos como verdadeiros parceiros de negócio.

Em um contexto em que a elaboração de peças processuais e realização de atividades técnicas deixou de ser suficiente, a mediação mais uma vez aparece como vantagem para esses advogados que querem gerar valor para o negócio. 

A presença do advogado no momento da mediação, desde o incentivo à prática até a prestação de esclarecimentos e instrução das partes, vai além de garantir o equilíbrio de informações

Esse é mais um momento em que o profissional demonstra que sempre apresentará as opções que forem mais vantajosas para o negócio.

Desse modo, soma-se pontos na construção dessa relação entre advogado e cliente, que deve ter como principais pilares a confiança e parceria


Como vimos, as vantagens da mediação são inúmeras para as partes envolvidas, sendo essa uma forma alternativa de resolução de conflitos que poupa tempo e dinheiro, além de contribuir para a relação de confiança entre o advogado e seu cliente. 

Aproveite para se cadastrar na Newsletter da Turivius e ficar por dentro de conteúdos sobre Direito, inovação e tecnologia. 

Inscreva-se para receber notícias

Não perca nenhuma notícia publicada no blog da Turivius!

Turivius: sua nova forma de fazer pesquisa jurisprudencial tributária

Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Publicações Relacionadas