Como o setor jurídico pode aprender com empresas de tecnologia

Nesse texto, você entende o que as empresas de tecnologia podem ensinar ao setor jurídico das empresas tradicionais!
Equipe Turivius
Equipe Turivius
Software jurídico | Advocacia com Inteligência Artificial 📉⚖️ Gestão Jurisprudencial e Jurimetria EstratégicaPeça o seu teste gratuito.

Empresas de tecnologia são inovadoras, nativas digitais e atuam em um mercado que exige atenção constante às novidades, que podem inclusive mudar o rumo estratégico do negócio. Elas são ágeis, adaptáveis e focadas no usuário, compartilhando essa cultura de inovação com todas as áreas, incluindo o setor jurídico.

setor-juridico-e-empresas-de-tecnologia

Neste texto, vamos explorar os aprendizados das empresas de tecnologia para o setor jurídico e empresas tradicionais. Também entenderemos os desafios dos advogados que trabalham em empresas inovadoras e a importância de acompanhar a evolução do mercado. 

O que as empresas de tecnologia fazem de diferente?

As empresas tradicionais geralmente seguem um modelo hierárquico vertical, no qual cada departamento tem suas funções pré-determinadas. Ademais, não há muita troca de informações e interações entre eles. 

Diferentemente das empresas tradicionais, as empresas de tecnologia são geralmente horizontais e têm alta interação entre os setores. 

Destacam-se, principalmente, devido a sua ou seu:

  • Cultura de inovação
  • Foco no cliente
  • Uso de tecnologia
  • Cultura de experimentação e 
  • Estruturas organizacionais flexíveis.

Essas empresas são nativas digitais e em todos as suas áreas, inclusive na área jurídica. 

O modo de se trabalhar nas empresas de tecnologia é por meio da adoção de metodologias ágeis, garantindo eficiência e produtividade. A capacidade adaptativa às mudanças do mercado é alta. Por isso, estão sempre prontas para pivotar suas estratégias, modificar seus produtos ou serviços e aproveitar novas oportunidades que surgem. Essa agilidade permite que sejam líderes em setores em constante evolução.

Por se manterem atualizadas, exploram o potencial das tecnologias emergentes, como: Inteligência Artificial, aprendizado de máquina, Blockchain e Internet das Coisas. Dessa forma, impulsionam a inovação em seus produtos e serviços. Ao adotar essas tecnologias, elas criam soluções inovadoras abrindo novas possibilidades para seus usuários.

Confira nosso Guia de Inteligência Artificial aplicada ao Direito

No que diz respeito às suas questões legais, as empresas de tecnologia adotam uma abordagem proativa em relação às suas questões legais. Contam com uma área jurídica interna, contratos e políticas robustas, agem na proteção de propriedade intelectual, conformidade regulatória, monitoramento de mudanças legais e gestão de litígios.

Por outro lado, o setor jurídico das empresas tradicionais acaba se atendo, prioritariamente, à gestão de contratos e riscos, assumindo uma postura menos proativa e preventivas, mas sim  mais reativa. Dessa forma, é importante que as empresas tradicionais adotem uma visão mais voltada para a proatividade e agilidade. 

Para empresas tradicionais, garantir que as práticas de inovação sejam implantadas é o primeiro passo para evitar a perda de espaço no mercado.

Quais são os desafios do setor jurídico em empresas de tecnologia

A atuação da área jurídica é essencial para garantir que a empresa opere nos limites legais e minimize riscos jurídicos. Conheça alguns dos desafios dessa atuação abaixo. 

O advogado que atua em empresas de tecnologia tem papel muito importante em áreas como propriedade intelectual, contratos, privacidade, proteção de dados, regulamentações específicas, assuntos regulatórios e até mesmo contenciosos. Ele ainda enfrenta alguns desafios: 

  • Necessidade de compreender a fundo o negócio e as operações da empresa; 
  • Consideração das questões financeiras da empresa ao tomar decisões a fim de manter um fluxo de caixa saudável;
  • Embasamento de argumentos jurídicos em dados para apresentar para o empreendedor; 
  • Constante acompanhamento das mudanças para fornecer orientações legais adaptadas às necessidades específicas; 

Todos esses desafios são enfrentados em um ambiente ágil, voltado para o aprendizado contínuo, que contém a possibilidade de se cometer erros, que servem de aprendizado posteriormente. 

Afinal, ao advogar para empresas inovadoras, é melhor pedir desculpas do que pedir licença?

Erick Hitoshi Makiya

Para descobrir a resposta para a pergunta acima, assista ao webinar “O que o setor tradicional pode aprender com empresas de tecnologia?”, no qual convidamos Erick Hitoshi Makiya, Head da Área Tributária do Silva Schütz Advogados, para contar da sua experiência advogando em empresas inovadoras e tecnológicas: 

https://youtu.be/L4aq4Lk7Al8
Assista agora

Como manter o setor jurídico constantemente atualizado? 

Para tomar decisões ágeis no Direito, essenciais para advogados que atuam em empresas de tecnologia, é preciso que os colaboradores se mantenham sempre atualizados

Saiba como é possível incentivar isso dentro de casa, com as nossas dicas: 

Acompanhamento constante de mudanças legais do setor jurídico e do mercado

A quantidade de informação gerada por dia na internet é imensa, portanto eleger fontes confiáveis para manter os colaboradores atualizados é essencial. 

Para isso, incentive o acompanhamento dos principais boletins especializados, dos sites que divulgam as atualizações na área jurídica e das newsletters jurídicas.

Uma dica é acompanhar podcasts, uma excelente forma de processar informações sem ter que pausar alguma tarefa, como, por exemplo, o exercício na academia, ou o passeio com o cachorro. 

Capacitação e treinamento contínuos

Além de saber sobre as mudanças e atualizações é preciso entender como agir, por isso, a capacitação contínua garante que os colaboradores estejam aptos a implementar mudanças jurídicas internas assim que necessário.

Promover programas de treinamento internos e externos para a equipe jurídica nesse ponto é essencial. 

Os conteúdos podem incluir workshops, seminários, cursos ministrados por especialistas, webinars e conferências.

Compartilhamento de conhecimento sobre Direito internamente 

Uma ótima fonte de conhecimento são os próprios colaboradores, portanto, é indispensável oferecer um canal de trocas entre eles. 

Desenvolver a cultura de compartilhamento de conhecimento no departamento jurídico no mesmo e entre departamentos é importante, assim todos os colaboradores acabam acessando as atualizações legais, casos de interesse e melhores práticas a serem implementadas na empresa.

A Turivius oferece gestão jurisprudencial completa para advogados, que nada mais é do que concentrar o conhecimento adquirido ao longo dos anos em um único lugar para evitar retrabalho com pesquisas já realizadas por outros colegas. 

Advogados que utilizam a funcionalidade referem uma redução de até 50% no tempo gasto com pesquisa por meio da tecnologia e o aumento do potencial estratégico da atuação.

Utilização de tecnologia aplicada às práticas do setor jurídico

Como é possível gerenciar toda a informação jurisprudencial necessária? 

Por meio da adoção de tecnologias jurídicas avançadas, como: softwares de gerenciamento jurisprudencial, gestão de contratos, jurimetria e automação de fluxos de trabalho. 

Essas ferramentas podem auxiliar a equipe jurídica a manter-se atualizada e aprimorar sua eficiência na pesquisa e análise de informações legais.

As iniciativas citadas garantem que os membros da equipe estejam atualizados sobre as últimas tendências, mudanças legais e melhores práticas. 

Leia também: Softwares Jurídicos: de gestão de documentos à Jurimetria

O mercado jurídico está em constante atualização, tanto em quantidade de informações, como na forma que essas informações são gerenciadas. Por isso, não deixe de entender melhor sobre Tecnologia aplicada ao Direito, para manter sua empresa em constante crescimento, incentivando a eficiência do setor jurídico e dos advogados que o compõem. 

Sumário

Posts Relacionados

Estratégias de reestruturação financeira em processos de recuperação judicial
Este artigo explora as estratégias de reestruturação financeira mais comuns utilizadas durante processos de recuperação judicial e como essas abordagens
O contencioso tributário para além dos litígios
O texto aborda as atividades que podem colaborar para tornar um advogado in house da área de contencioso tributário cada

Teste o software gratuitamente

Pesquisa jurisprudencial com filtros de Inteligência Artificial e Jurimetria.

Fale conosco

Preencha para ser redirecionado ao WhatsApp: