Marketing Jurídico para 2023: principais estratégias e avanços no Brasil

Entenda quais estratégias você pode adotar para alavancar o seu escritório de advocacia.
Picture of Equipe Turivius
Equipe Turivius
Software jurídico | Advocacia com Inteligência Artificial 📉⚖️ Gestão Jurisprudencial e Jurimetria EstratégicaPeça o seu teste gratuito.

O marketing digital tornou-se uma parte crucial do universo jurídico nos últimos anos. Na medida em que a concorrência entre os escritórios de advocacia cresce, profissionais percebem a importância de estabelecer uma forte presença online para atrair e reter clientes.

Estratégias de Marketing Jurídico para 2023 no Brasil

Por isso, neste artigo abordaremos os principais avanços do marketing jurídico para 2023, as regras sobre o que é permitido fazer nesta área e, as algumas estratégias que vem sendo adotadas pelos escritórios brasileiros.

O que é marketing jurídico?

O marketing jurídico é uma disciplina que se tornou fundamental no mundo altamente competitivo da advocacia moderna. Para entender o que é marketing jurídico e sua importância, é essencial desvendar o seu propósito e alcance.

No ambiente legal, onde a confiança e a credibilidade desempenham um papel fundamental, o marketing jurídico assume uma abordagem única, centrada na construção de relacionamentos e na comunicação eficaz.

Para compreendê-lo plenamente, é necessário analisar os seus principais pilares:

1. Branding Jurídico

O branding jurídico é o alicerce do marketing para escritórios de advocacia. Envolve a criação e a gestão da identidade e imagem do escritório. Isso inclui o design de logotipos, escolha de cores, tom de voz e os valores que a empresa representa. Um branding eficaz permite que o escritório se destaque em um mercado saturado e transmita confiabilidade aos clientes em potencial.

2. Presença Online

Em um mundo digital, a presença online é essencial. Isso engloba a criação e a manutenção de um website informativo, otimizado para mecanismos de busca (SEO), e a participação ativa nas redes sociais relevantes para o público-alvo do escritório. Uma presença online sólida torna mais fácil para os clientes em potencial encontrar informações sobre o escritório e demonstra competência e transparência.

3. Produção de Conteúdo

A produção de conteúdo é uma das ferramentas mais poderosas do marketing jurídico. Isso envolve a criação de artigos, blogs, vídeos e materiais informativos que abordam questões jurídicas relevantes para o público-alvo. A criação de conteúdo valioso demonstra conhecimento e autoridade no campo jurídico, estabelecendo o escritório como uma fonte confiável de informações.

4. Relacionamento com Clientes

O marketing jurídico não se trata apenas de atrair novos clientes, mas também de manter relacionamentos sólidos com os existentes. A comunicação eficaz e o atendimento ao cliente de alta qualidade são fundamentais para garantir a satisfação e a fidelidade dos clientes.

Principais Avanços do Marketing Jurídico no Brasil

Com o crescente uso da tecnologia, uma das principais estratégias dos escritórios tem sido a adoção de ferramentas de marketing digital. Um número cada vez maior de escritórios tem investido em sites, mídias sociais e marketing de conteúdo para atingir seu público-alvo.

Alguns escritórios de advocacia também já utilizam a otimização de mecanismos de pesquisa (SEO) para obter uma classificação mais alta nas páginas de resultados dos mecanismos de pesquisa e atrair mais tráfego para os seus sites.

O marketing de vídeo também está se tornando cada vez mais popular no setor jurídico no Brasil, especialmente, nas redes sociais, como Facebook, LinkedIn e Instagram. Escritórios de advocacia têm criado vídeos com conteúdo educacional para mostrar sua expertise nas temáticas em que atuam, atraindo possíveis novos clientes.

Leia também:

Entrevista Paulo Silvestre: Direito em Transformação

Inovação no Direito: insights sobre o mercado jurídico

O Provimento 205/2021 da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB)

O Provimento 205/2021 da OAB foi um grande avanço para o marketing jurídico no Brasil. Trata-se de uma norma que veio substituir o Provimento 94/2000, que regulava as práticas de publicidade na advocacia. Esta versão atualizada da norma conferiu maior liberdade aos advogados na divulgação de seus escritórios e serviços.

A partir do novo Provimento ficou completamente esclarecido que o marketing jurídico não é proibido no Brasil. Ele pode ser realizado desde que a publicidade tenha caráter meramente informativo ou educacional, além de observar a sobriedade, a ética e a discrição requeridas pela natureza da profissão, conforme dispõe o Código de Ética e Disciplina da OAB.

Além disso, práticas comerciais como panfletagem, oferecimentos de brindes, divulgações de valores de honorários ou concessões de descontos também são vedadas pela OAB. Da mesma forma, práticas consideradas intrusivas ou coercitivas aos clientes também são terminantemente proibidas.

Adicionalmente, segundo as normas editadas pela OAB, os advogados não podem fazer propaganda falsa, enganosa e que esteja em desacordo com a moral e os bons costumes socialmente aceitos. Os advogados também estão proibidos de fazer alegações sobre sua competência que não possam ser comprovadas e de comparar seus serviços com os de outros advogados ou escritórios de advocacia.

Principais estratégias em marketing jurídico para 2023

Uma das grandes novidades trazidas pelo Provimento 205/2021 da OAB foi a possibilidade de utilizar conteúdo patrocinado em mecanismos de busca, como o Google, pelos advogados e escritórios e este parece ser a grande tendência para 2023. Ao segmentar palavras-chave e dados demográficos específicos, os escritórios podem garantir que seus anúncios sejam vistos pelas pessoas certas, no momento certo.

Entretanto, para que essa estratégia traga resultados efetivos, é importante que o site do profissional ou do escritório possua um design elegante, uma estética atrativa, que conte com dados atualizados sobre seus profissionais, áreas de atuação e experiência, bem como possua conteúdo educacional relevante.

Isso porque, não é vantajoso arcar com altos valores de anúncios patrocinados para aparecer nas primeiras opções de busca do Google, mas, não ter uma página suficientemente atrativa para os clientes que clicam no seu site. É necessário que o conteúdo do site realmente crie impacto e provoque percepções de confiabilidade e credibilidade no cliente.

Por isso, além de contratar anúncios patrocinados, uma das estratégias adotadas pelos advogados tem sido repaginar o site de seus escritórios e publicar cada mais vez conteúdo informativo e educacional. Através da “liderança” na publicação de determinados temas, os escritórios podem se estabelecer como autoridades em seus respectivos campos e atrair clientes que procuram atendimento especializado.

Neste sentido, escritórios de advocacia também têm utilizado as mídias sociais para se conectar com seu público-alvo e compartilhar conteúdo relevante. Muitos escritórios são ativos em plataformas como LinkedIn, Twitter, Facebook e Instagram e estão usando essas mídias para interagir com seu público, compartilhando atualizações sobre notícias e eventos jurídicos.

Uma estratégia adicional à presença digital tem sido marcar presença física em eventos, conferências, reuniões e palestras, bem como utilizar de ferramentas de tecnologia para atrair novos clientes.

Conclusão

É importante estar conectado com o espírito do tempo, ou seja, com o universo digital e suas ferramentas. Essa é a estratégia a ser observada pelos escritórios de advocacia que desejam alavancar negócios nos próximos anos. Assim, a presença digital ou o marketing digital vem como característica principal deste novo momento.

Conforme a competitividade entre profissionais cresce, as ferramentas digitais se tornam cada vez mais necessárias, especialmente, a otimização dos mecanismos de busca através de anúncios patrocinados, o marketing de vídeo e a produção de conteúdo informativo ou educacional.

Contudo, é fundamental lembrar que todo o conteúdo divulgado pelos profissionais deve respeitar as normas e preceitos éticos da OAB, procurando apresentar conhecimento, experiência e postura adequada no oferecimento de serviços tão importantes para toda a coletividade.

Sumário

Posts Relacionados

A importância das provas digitais em processos criminais
Provas digitais são essenciais em processos criminais, requerendo coleta rigorosa e cadeia de custódia para garantir integridade e validade.
Além do Hype da IA Generativa: A Relevância contínua das aplicações tradicionais de Inteligência Artificial no Mercado Jurídico

Introdução O avanço exponencial da Inteligência Artificial (IA) tem causado um frenesi em torno das tecnologias generativas, como ChatGPT, Gemini,

Teste o software gratuitamente

Pesquisa jurisprudencial com filtros de Inteligência Artificial e Jurimetria.