Liderança na advocacia: como ser um bom líder e motivar sua equipe
loader-logo

Morgana Alencar

Avatar
Advogada, Membro da Comissão Especial de Direito Digital da OAB/SP e escritora 

Liderança na advocacia: como ser um bom líder e motivar sua equipe

Turivius: sua nova forma de fazer pesquisa jurisprudencial tributária

Como se sabe, a gestão de pessoas e de negócios vai muito além de questões técnicas. Quando falamos sobre liderança na advocacia, não é diferente. Precisamos considerar a importância de contar com uma equipe inspirada, engajada e disposta a fazer acontecer. 

Sendo assim, algumas habilidades são indispensáveis para garantir que um excelente advogado também seja um excelente líder, exercendo sua liderança na advocacia de modo a contribuir para o crescimento do escritório ou departamento jurídico em que atua. 

Leia o artigo até o final e descubra dicas importantes para a sua liderança na advocacia.  

Veja também:

Checklist para departamentos jurídicos: um guia de gestão para advogados

Retenção de clientes na advocacia: estratégias para aplicar em 2022

Cultura e valores devem sair do papel

Uma pesquisa realizada pela Cone Communications, em 2016, demonstrou que 75% dos millennials estariam dispostos a receber uma remuneração menor para trabalharem em empresas com comprometimento socioambiental.  

Esse é apenas um dos exemplos que demonstra que cada vez mais as pessoas buscam atuar em um ambiente que possua uma cultura organizacional bem definida, com valores éticos, morais e políticas internas e externas que façam parte do dia a dia e direcionam a atuação daqueles que ali trabalham.

Nesse contexto, é essencial para a liderança na advocacia se ocupar com a definição de um programa de compliance, bem como de demais documentos que exponham valores, visões e ideias que o seu escritório ou departamento jurídico defende. 

Para além do papel, quais ações são realizadas interna e externamente na defesa desses valores? Quais causas de responsabilidade ambiental, social e de governança são importantes e não podem ficar para depois? Pense nisso!

Nesse sentido, veja também: 

Práticas ESG e a importância do jurídico na sua implementação 

Aproveite para assistir:

Gestão de pessoas na advocacia

Diretamente relacionado ao tópico anterior, a gestão de pessoas deve ser uma das prioridades da liderança na advocacia. 

O maior ativo de um escritório ou departamento jurídico são as pessoas que ali trabalham. 

Desenvolver o máximo potencial da sua equipe, trabalhando gaps que podem ser melhorados, incentivando o aprendizado constante através de treinamentos, escutar ativamente, reconhecer pequenas e grandes vitórias são alguns pontos que devem ser observados pela liderança na advocacia. 

Pessoas que se sentem reconhecidas e que percebem propósito de estarem onde estão trabalham com maior motivação, aumentando suas chances de baterem metas e contribuírem com o seu melhor para o crescimento do negócio. 

Veja abaixo alguns dos pontos que devem estar presentes no seu plano de ação de liderança, contribuindo para a retenção de talentos no seu escritório ou departamento:

  • Comunicar expectativas de forma clara e não-violenta
  • Estabelecer uma cultura de feedbacks 
  • Abrir mão de micro gerenciamentos
  • Delegação de tarefas
  • Treinamento de equipe 
  • Reconhecimento de pequenas e grandes conquistas
  • Estabeleça um plano de carreira para colaboradores

Conheça aqui exemplos de ferramentas que podem contribuir para a comunicação entre a equipe jurídica

Mapeando gaps: gestores jurídicos e equipe devem atuar juntos pelo crescimento do negócio 

Mapear gaps e encontrar novas formas de adaptar processos internos faz parte tanto do dia a dia do gestor jurídico como também dos seus liderados.

Nesse ponto, quem atua diretamente no operacional jurídico, com a redação de peças processuais e de documentos contratuais, pesquisa jurisprudencial, atendimento ao cliente e participação de audiências, por exemplo, consegue perceber pontos de melhoria diferentes daqueles mapeados pela alta liderança

Otimizar o operacional e reduzir o tempo gasto com tarefas repetitivas, manuais e pouco estratégicas consistem na missão de todo líder e as respostas para muitos desses problemas muitas vezes estão mais claras para seus liderados, uma vez que fazem parte do seu escopo de trabalho. 

Você conhece as principais dores da sua equipe? Consegue afirmar quais são seus maiores gaps de produtividade e performance? Sabe de quais processos ou ferramentas sentem falta no operacional?

Nesse contexto, é essencial mapear a produtividade da sua equipe e entender como processos repetitivos podem ser automatizados com adoção de tecnologias que simplifiquem e somem com o dia a dia do seu time. 

A título de exemplo, você sabe quanto tempo é gasto com a pesquisa daquela jurisprudência ideal para fundamentar o direito do seu cliente?

Conhecer o tempo gasto com a realização de atividades e os custos que elas representam para seu escritório permite a visualização de como pode ser otimizada a performance dos profissionais que compõem sua equipe.

Esses e outros números contribuem para que sejam estabelecidas boas métricas de gestão e de estratégia, além de viabilizar o estabelecimento de um plano de ação para maior produtividade do negócio. 

O que se percebe cada vez mais frequente na advocacia é adoção de tecnologias como forma de garantir que os profissionais atuem de forma mais estratégica, fidelizando sua clientela com decisões justificadas em dados e investindo tempo na prospecção para fechamento de novos contratos. 

Saiba mais sobre a adoção de tecnologia no Direito, conheça o caso do Velloza advogados

Como colocar em prática a liderança na advocacia

Como vimos, a liderança na advocacia perpassa por diversas habilidades conhecidas como soft skills, que são aquelas relacionadas à forma como é estabelecido o diálogo com o seu time, de modo a incentivar o auto gerenciamento, oferecendo treinamentos, feedbacks, escutando ativamente e tomando decisões que levam em consideração a opinião de todos do time. 

Também é papel da liderança na advocacia atuar de modo a garantir que sua equipe tenha toda estrutura necessária para realizar seu trabalho da melhor forma possível, com a revisão de processos internos que não funcionam e/ou adoção de tecnologias que facilitariam o trabalho dos demais. 

Hoje, a Turivius atua como grande parceira de escritórios de advocacia e departamentos jurídicos em todo país, contribuindo com uma gestão inteligente e baseada em dados. 

Descubra como a Turivius pode contribuir para a sua liderança na advocacia, lendo:

Conquistando alta performance na advocacia: uma atuação baseada em dados

Produtividade na advocacia: 4 dicas estratégicas (e urgentes) para 2022

Uma disrupção ao sistema tributário tradicional: reconhecimento internacional da Turivius

—-

Somos uma startup que oferece soluções como pesquisa jurisprudencial inteligente e jurimetria,  transformando inovação e tecnologia em valor agregado aos seu serviços jurídicos, contribuindo para a alta performance em escritórios de advocacia e departamentos tributários de empresas de grande porte. 

Quero fazer um teste gratuito

Inscreva-se para receber notícias

Não perca nenhuma notícia publicada no blog da Turivius!

Turivius: sua nova forma de fazer pesquisa jurisprudencial tributária

Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Publicações Relacionadas